Este site tem certas restrições de navegação. Recomendamos o uso de navegadores web como: Edge, Chrome, Safari ou Firefox.

PORTES GRÁTIS EM COMPRAS SUPERIORES A 40€

Carrinho de Compras

O seu carrinho está vazio

Continuar as Compras

Kombucha: A Superalimentação Milenar - O que é, Como Fazê-la, Benefícios e Mitos

Está interessado em saber mais sobre a Kombucha?

Sabemos que provavelmente está a perguntar-se o que é exatamente esta bebida e porque é que se tornou tão popular. Bem, estamos aqui para lhe contar tudo sobre a história da Kombucha! Portanto, sente-se e relaxe enquanto fazemos uma viagem através do tempo com o nosso chá fermentado favorito.

Explicaremos tudo o que precisa de saber sobre esta bebida fermentada para que possa decidir se é algo que vale a pena experimentar. Além disso, iremos também cobrir algumas preocupações comuns que as pessoas têm sobre a bebida.

Então, está entusiasmado por aprender sobre a Kombucha? Ótimo! Vamos percorrer a história da bebida: desde a antiga Dinastia Qin aos tempos modernos.

Certifique-se de que agarra o seu sabor favorito (Gengibre ou Limão são ótimas escolhas) antes de se sentar para uma leitura esclarecedora!

 

O que é a Kombucha?

2 frascos de kombucha com um scoby.

A Kombucha é um chá fermentado feito a partir da planta Camellia Sinensis, que é mais vulgarmente conhecida como chá preto ou verde. O processo de transformação pode demorar aproximadamente um mês e resulta numa bebida rica em benefícios para a saúde.

A cultura da Kombucha consiste numa relação simbiótica de bactérias e leveduras que transformam o açúcar em ácidos orgânicos, vitaminas, e outros componentes que dão à Kombucha o seu sabor único. O agente que ativa a produção destes organismos é o SCOBY.

O que é exatamente SCOBY?

Uma imagem de uma pessoa com um SCOBY

Já ouviu falar de SCOBY? Alguma vez teve curiosidade em saber como é, ou como é suposto ser? Queremos desmistificar SCOBY e garantir que dispõe de toda a informação.

SCOBY é um acrónimo que significa "comunidade simbiótica de bactérias e leveduras, tradução do inglês: symbiotic culture of bacteria and yeast". Vamos quebrar um pouco isso.

Para começar, a palavra "simbiótico" implica "dois organismos distintos que vivem em estreita proximidade física".

Segundo, "cultura" é definida como "o acto ou prática de cultivo de material vivo (como bactérias ou vírus) em meios nutricionais preparados".

E por último, 'bactérias e leveduras' Todos nós sabemos o que são essas bactérias. Quando se trata de fazer Kombucha, as bactérias e a levedura são os ingredientes maravilhosos sem os quais nenhuma Kombucha pode viver.

Vamos juntar tudo isto e construir algo que faça sentido. Quando certas bactérias e leveduras são reunidas e cultivadas no ambiente certo, obtém-se SCOBY. É uma cultura viva que cresce e evolui, consumindo açúcar como seu combustível.

Fermentação - A Transformação do Chá em Kombucha

A fermentação é um processo de transformação de matérias orgânicas por microrganismos presentes ou adicionados.

No caso da Kombucha, a fermentação é feita aerobicamente com a presença de oxigénio, onde uma cultura de bactérias e leveduras consumirá o açúcar e as propriedades do chá e o transformará numa nova bebida.

Alimentos fermentados, como alguns iogurtes e queijos, quando fermentados e conservados da forma correta, oferecem-nos probióticos ricos.

Este tipo de alimentos ajuda na absorção de nutrientes, síntese de vitaminas, degradação proteica, alcalinização do PH sanguíneo, reforço do sistema imunitário, entre outros benefícios.

O Papel Importante do SCOBY na Fermentação

O SCOBY é o elemento principal e central do processo de fermentação.

A receita base da Kombucha prevê a adição de um SCOBY juntamente com o starter tea (chá de partida), que nada mais é do que uma Kombucha pronta e mais fermentada, cheia de bactérias e leveduras, uma espécie de SCOBY líquido que acompanha e protege o SCOBY sólido.

Ao longo do ciclo de fermentação, o SCOBY inicial irá reproduzir-se e criar uma nova cultura no topo do frasco. As espécies da cultura da Kombucha vivem em simbiose e atuam num modelo cooperativo para o desenvolvimento equilibrado de todas as estirpes. As leveduras transformam o açúcar em CO2 e álcool, que é depois transformado em ácidos orgânicos por bactérias.

Durante o processo de fermentação, são gerados micro-organismos adicionais, resultando numa bebida com ácido láctico, ácido acético, e outros produtos químicos que demonstraram ter um efeito probiótico.

Como Fazer Kombucha com um Kit MAI Kombucha

Não precisa de ser um especialista em fermentação para fazer a sua própria Kombucha. Só precisa de ter as ferramentas necessárias, ingredientes de qualidade, usar as quantidades certas e ser paciente.

Com o Kit MAI Kombucha, tem tudo o que precisa para iniciar a sua produção, como se pode ver na imagem abaixo.

Kit Mai Kombucha

Se quiser saber mais sobre como fazer Kombucha em casa, este artigo tem todos os detalhes. Clique aqui para instruções passo a passo!

Kombucha: O Chá da Imortalidade

É bebido há milhares de anos na China, onde era conhecido como "o Chá da Imortalidade". Acredita-se que a bebida tenha tido origem durante a Dinastia Qin (221-206 a.C.) quando apenas os imperadores chineses foram autorizados a beber este elixir porque pensavam que iria prolongar as suas vidas por centenas de anos!

Diz a lenda que o Dr. Kombu levou a bebida para o Japão e usou-a para recuperar o seu imperador. O termo Kombu Cha generalizou-se após ter sido produzido a partir da fermentação do chá (a fonética da palavra na maioria dos países orientais é a mesma).

Esta crença continuou quando os monges começaram a fazer Kombucha nos mosteiros e a partilharam com o público em geral. A Kombucha existe há mais de 2.000 anos!

Kombucha, um Antigo Remédio Chinês para os Tempos Modernos

Imagem de uma rapariga a fazer kombucha caseiro

A Kombucha existe há mais de 2000 anos, mas só recentemente se tornou popular na cultura ocidental devido aos seus impressionantes benefícios para a saúde. A bebida contém ácido glucurónico que ajuda o corpo a eliminar toxinas. Além disso, a Kombucha pode ajudar a digestão, bem como a reduzir a inflamação em todo o sistema digestivo - tudo isto enquanto saboreia uma bebida naturalmente cintilante!

Pode ser encontrado em toda a Ásia e na Rússia, mas desde os anos 90 que a Kombucha (especialmente a Kombucha caseiro) está a assistir a um enorme aumento de popularidade em países ocidentais como a Alemanha, Grã-Bretanha e América do Norte.

Pode ainda estar perplexa quanto à sua popularidade, e podemos responder a isso apontando as suas inúmeras vantagens para a saúde. A Kombucha é rica em probióticos, o que ajuda a saúde digestiva, níveis de energia melhorados, e um metabolismo saudável.

A bebida gaseificada é também rica em antioxidantes, o que pode ajudar na prevenção de danos hepáticos. Estes, juntamente com outros fatores, têm sido as principais razões da sua popularidade generalizada.

A Kombucha veio como alternativa aos refrigerantes, uma vez que é uma opção mais saudável e sustentável. É uma moda que não pára de crescer e já se tornou uma tendência para o futuro devido à necessidade de hábitos mais conscientes.

Informação Nutricional da Kombucha

A quantidade de nutrientes encontrados na Kombucha está dependente do fabricante e do processo de fermentação. Bactérias e leveduras vivas, antioxidantes, probióticos, vitaminas B e minerais são apenas alguns dos nutrientes presentes na Kombucha.

De acordo com um artigo publicado em Março de 2018 no Journal of Food Science(1), os investigadores ainda não sabem tudo sobre a composição química da bebida e os seus potenciais propósitos devido à sua complexidade. 

Em geral, uma porção de 0,24 litros de Kombucha sem sabor tem aproximadamente 30 calorias e 2 a 3 gramas de açúcar. Dependendo de como são preparadas, as porções podem ter entre 25 e 90 calorias e até 8 gramas de açúcar. O teor de açúcar nas misturas de sabor pode ser mais elevado se forem incluídos sumos de fruta.

Tenha também em mente que, dependendo do tipo, a Kombucha pode conter álcool. A Kombucha deve ter menos de 0,5% de álcool para ser considerado como não alcoólico e rotulado como tal.

A Kombucha também tem cafeína, embora a quantidade varie com base no tempo de infusão do chá e que tipo de chá é utilizado. O chá verde, que é preparado, contém entre 25 e 29 miligramas (mg) por porção de 0,24 litros, enquanto o chá preto contém entre 25 e 48 mg por porção de 0,24 litros, de acordo com a Mayo Clinic (2). O nível de cafeína da Kombucha será muito provavelmente mais baixo do que o do chá verde ou preto. 

Receita da Kombucha - 4 ingredientes, 1 resultado

Kombucha Gengibre

A receita da Kombucha só leva 4 ingredientes: água, chá, açúcar e a cultura da Kombucha (SCOBY).

Ao contrário de muitas receitas, onde os ingredientes que são adicionados e combinados correspondem à soma do seu valor nutricional, a Kombucha tem uma fermentação na qual os ingredientes adicionado são transformados ao longo de todo o processo.

Durante a fermentação, a cultura simbiótica de bactérias e leveduras, mais conhecida como SCOBY, consome o açúcar e transforma o chá numa bebida probiótica, naturalmente gaseificada, repleta de ácidos orgânicos e enzimas benéficas para o equilíbrio intestinal.

Algumas propriedades da Kombucha como o ácido acético e os polifenóis do chá, evitam o problema da fome excessiva e aumentam a sensação de saciedade.

RELACIONADO: Como Fazer Kombucha

Industrialização da Kombucha

O teor de açúcar na Kombucha varia de marca para marca. É importante prestar atenção à Kombucha que estamos a analisar, pois nem toda a Kombucha é feita da forma que deveria ser.

A industrialização da Kombucha coloca produtos nas prateleiras dos supermercados que levantam questões sobre a sua autenticidade. Um produto sem fermentação natural, elevado teor de açúcar adicionado, adição de gás, pasteurização e outras técnicas criam uma bebida artificial e não natural.

Neste caso, o consumo deste tipo de produto não tem benefícios para a saúde, mas sim o contrário, pelo que não o recomendamos!

Os Benefícios para a Saúde de Beber Kombucha

Um frasco de kombucha de limão

Tem havido uma série de benefícios de saúde atribuídos à Kombucha. A investigação russa do início do século (3) afirmava que a bebida podia prevenir o cancro e as doenças cardíacas, bem como reduzir a inflamação e impulsionar o sistema imunitário e digestivo.

A Kombucha é uma bebida de chá fermentada que supostamente ajuda na obstipação, impulsiona o seu sistema imunitário e mantém os níveis de pH do seu corpo sob controlo. No entanto, como os investigadores ainda não sabem o suficiente sobre a influência da Kombucha nos seres humanos, a maioria recomenda o seu uso com cautela.

Quando fermentado corretamente, a Kombucha tem a capacidade de destruir bactérias nocivas. Durante o processo de fermentação, as características antibacterianas são desenvolvidas na bebida quando criada a partir de chá verde ou preto. De acordo com um estudo publicado no Journal of Food Biochemistry (4), a Kombucha foi capaz de combater alguns tipos de bactérias que causam infeções.

Saiba Mais sobre os Benefícios da Kombucha

Efeitos Secundários da Kombucha

A Kombucha pode ser a chave para manter um intestino saudável, reduzindo a inflamação, e aliviando os sintomas. Contudo, beber demasiado pode ter consequências negativas, com o potencial de fazer mais mal do que bem.

Tal como outros alimentos e bebidas fermentados, a Kombucha deve ser consumido com moderação. Certifique-se de que a bebida que está a comprar ou a fazer tem o nível de pH apropriado e é fabricada num recipiente seguro.

Mitos e Verdades sobre a Kombucha

Imagem Três sabores de kombucha em cima de chá preto

A Kombucha é uma Bebida Saudável

VERDADE - A Kombucha é feita de um chá que é fermentado e tem uma grande variedade de vitaminas, minerais, enzimas, e ácidos orgânicos.

Esta bebida milenar tem demonstrado em vários estudos ter uma influência benéfica na saúde e bem-estar, ajudando na digestão e absorção de nutrientes ao mesmo tempo que promove a recuperação da flora intestinal.

A Kombucha Emagrece

MITO - A popularidade da bebida tem aumentado nos últimos anos, devido às suas numerosas vantagens para a saúde, incluindo a ajuda ao funcionamento intestinal e o aumento da sensação de bem-estar.

No entanto, a Kombucha não é responsável pela redução de peso. Inclui ácidos necessários para a flora intestinal, bem como vitaminas e aminoácidos, mas se uma dieta equilibrada combinada com um estilo de vida saudável não for mantida, a Kombucha por si só não tem esta capacidade.

A Kombucha é Composta por Organismos Vivos

VERDADE. A cultura utilizada para produzir Kombucha é uma combinação de bactérias e leveduras conhecida como SCOBY. A Kombucha pasteurizado contém probióticos, que são benéficos para a saúde intestinal e digestiva, assim como para a prevenção de doenças.

A Kombucha Não Pode Ser Consumida Diariamente

MITO. A Kombucha é uma bebida viva que pode ser consumida todos os dias, mas como é uma bebida viva, quando não é pasteurizada, é importante usar o bom senso.

Conclusão

Esperamos que a informação contida neste artigo tenha sido útil! Sinta-se à vontade para deixar quaisquer comentários ou perguntas abaixo, e obrigado pela sua leitura!

Agora que sabe o que é a Kombucha e alguns dos benefícios para a saúde que tem para oferecer, esperamos que se inspire para experimentar esta bebida.

Por último, não se esqueça desta dica: Não abane a garrafa antes de abrir. Uma vez que a Kombucha contém fermentação natural, o gás sairá se o agitar. Saúde!

Comentários (0)

Deixe um comentário