Este site tem certas restrições de navegação. Recomendamos o uso de navegadores web como: Edge, Chrome, Safari ou Firefox.

PORTES GRÁTIS EM COMPRAS SUPERIORES A 40€

Carrinho de Compras

O seu carrinho está vazio

Continuar as Compras

Como Fazer Kombucha em Casa: Receita Base

A popularidade dos alimentos fermentados tem levado a um interesse crescente em como fazer Kombucha.

Hoje em dia, não é invulgar as pessoas conhecerem os benefícios da Kombucha e quererem ter a oportunidade de tentar fazer a sua, em casa.

Aqui estão algumas dicas sobre como pode aprender mais sobre quais os ingredientes vai precisar, quanto tempo demora, e que opções de receitas serão melhores.

Fazer Kombucha em casa é uma forma divertida e fácil de ter uma bebida probiótica acessível no conforto da sua casa.

Neste artigo, explicaremos o primeiro passo do processo em três etapas.

O que é a Kombucha?

O processo de fazer Kombucha começa com um chá açucarado, que é depois fermentado usando o SCOBY. "SCOBY" significa "cultura simbiótica de bactérias e leveduras".

As bactérias e leveduras do SCOBY convertem a maior parte do açúcar do chá numa bebida refrescante, fermentada e gasosa que é relativamente baixa em calorias e açúcar.

Kombucha contém um elevado nível de antioxidantes, o que ajuda a fortalecer o sistema imunológico, auxiliando a proteção do organismo contra doenças inflamatórias.

Frasco Fermentador para a Preparação da Kombucha

Se precisar de um frasco para obter a sua Kombucha, esta é a nossa opção preferida: pote de vidro com capacidade 3,7 litros, ideal para fermentar 3 litros.

O SCOBY

SCOBY

Falemos do SCOBY, que pode ver na imagem anterior. É estranho, não é? Ele flutua, é emborrachado e um pouco escorregadio, fios castanhos pendurados nele, e o chá fica gaseificado e azedo. É realmente estranho. No entanto, se se der um passo atrás, é também bastante fascinante.

Existem várias hipóteses sobre a razão pela qual as bactérias e leveduras criam esta camada de celulose gelatinosa no topo da Kombucha.

A explicação mais razoável que descobri é que protege o chá fermentado do ar e assegura que existe um ambiente ideal no interior do frasco, que está livre de microrganismos não desejados.

Considero-o uma casa móvel para boas bactérias e leveduras, que viaja de frasco de Kombucha a frasco de Kombucha.

Existe Álcool na Kombucha?

Kombucha tem uma pequena quantidade de álcool como subproduto do processo de fermentação. Normalmente não é superior a 0,5%, mas pode atingir 1,5% se for feito com muito açúcar ou se for adicionado açúcar para a segunda fermentação (fechada e na garrafa).

Ainda assim, a Kombucha provou ser uma alternativa saudável às bebidas alcoólicas e ajuda aqueles que querem ter uma dieta equilibrada.

Como Fazer Kombucha em Casa

A secção seguinte irá guiá-lo através das fases de fabrico da Kombucha. Pode parecer complicado, mas na realidade é um procedimento fácil de compreender.

Se estiver interessado(a) em fazer a sua própria Kombucha em casa, o kit Mai Kombucha inclui tudo o que precisa para começar.

Esta é uma ótima opção para quem quer poupar dinheiro e também saber exatamente quais os ingredientes que estão a entrar na sua bebida.

Este kit irá garantir uma experiência fácil e divertida tanto para principiantes como para peritos! Saiba mais sobre o kit aqui.

KIT MAI KOMBUCHA - mai.kombucha

1ª Etapa do Processo

No universo Kombucha, chamamos esta fase de primeira fermentação (F1), onde ocorre uma fermentação aeróbica – com a presença de oxigénio – durante pelo menos 10 dias em que o SCOBY  transformará o chá doce numa bebida viva, probiótica, cheia de ácidos orgânicos e naturalmente gaseificada.

A receita base da Kombucha é a parte mais importante na criação da bebida do bem e onde ocorre a principal transformação de chá em Kombucha.

Aqui não há muito que inventar, porque os ingredientes serão sempre os mesmos. Mencionamos aqui os ingredientes com algumas ressalvas fundamentais.

  • Água não-clorada – O cloro é um elemento químico que mata microrganismos vivos, sem fazer qualquer distinção se são bons ou maus. Na receita da Kombucha, deseja-se que haja a reprodução de microrganismos do bem, entre várias espécies de bactérias e leveduras, que são benéficas para a nossa saúde.
  • Chá Verde ou Preto Biológicopode-se fazer uma mistura de diferentes variações de chá, mas é necessário que seja da erva Camellia Sinensis, pois o SCOBY alimenta-se das suas propriedades como nitrogênio, cafeína e taninos. Recomendamos o uso de chá verde, pois está provado que é o mais benéfico para a saúde. Devemos dar preferência aos chás orgânicos, sem os conservantes e produtos químicos que podem ser prejudiciais para as culturas.

Chá Verde de Sencha Bio.

 

  • Açúcar brancodeve ser sempre açúcar branco, pois é este que a cultura digere melhor. Sabe-se que o açúcar mascavado tem mais propriedades nutricionais e é melhor para o consumo humano, mas neste caso o açúcar desta receita é para o SCOBY e não para si. Ao longo do processo, a sacarose é dividida em glucose e frutose e, no final, o açúcar será residual, sendo na sua maioria frutose.

Açúcar Branco Biológico

  • Cultura da Kombucha - o motor da fermentação, alimentando-se do chá e do açúcar e transformando-os em probióticos, vitaminas, antioxidantes e outras substâncias benéficas para o seu corpo e mente. O SCOBY deve ser sempre acompanhado do starter tea, ou chá de arranque (SCOBY líquido).

SCOBY Mai.Kombucha

Pontos importantes neste processo:

  • Usar ingredientes de qualidade nas quantidades recomendadas   
  • Escolher o local da fermentação, deixei em temperatura ambiente, protegido da luz solar direta e com boa oxigenação. 
  • Não colocar o frasco fermentador dentro de armários, perto de frutas e plantas, ou num lugar com muita humidade.
  • Depois de obter sucesso na primeira receita, é desejado manter os mesmos ingredientes para a receita base. A cultura da Kombucha não gosta de demasiadas mudanças e trabalha melhor num ambiente de condições consistentes. Ou seja, é aconselhado usar o mesmo chá e açúcar, além de proporcionar condições parecidas para um melhor desempenho na fermentação.
  • Garantir a criação do seu próprio SCOBY. Ao longo do ciclo de fermentação, o SCOBY inicial vai reproduzir e criar uma nova cultura no topo do frasco. Nos primeiros dias, verá uma película fina em formação que vai evoluir em termos de consistência.

3. Passos da Receita Base

Aqui estão os três passos que precisa de saber quando começar a fazer a sua Kombucha.

1. Calcular a Quantidade dos Ingredientes

A fermentação é uma ciência não exata, com muitos fatores a influenciar o processo. Assim, o controlo de possíveis variáveis e o registo do processo ajuda-o a obter uma visão da sua cultura e, portanto, consistência numa receita de sucesso..

  • Chá Verde ou Chá Preto Biológico: depende da qualidade do seu chá, mas recomenda-se utilizar de 5 a 7 gramas por litro.
  • Açúcar branco biológico – recomenda-se no mínimo 60 gramas/litro.
  • Cultura da Kombucha - utiliza pelo menos 15% de chá de arranque com um SCOBY.

Dar preferência aos ingredientes biológicos, especialmente no chá verde, que tem mais variação de qualidade de marca para marca.

O açúcar deve ser sempre o refinado ou amarelo.

Dica - Utilizar uma balança de cozinha - ajuda à precisão e evita erros de medição.

Para fazermos 3 litros de Kombucha, precisamos:

  • Água não-clorada: 2,5L                
  • Chá Verde ou Chá Preto Biológico: 3 litros x 7 gramas = 21 gramas
  • Açúcar branco biológico: 3 litros x 60 gramas = 180 gramas
  • Cultura da Kombucha: 15% starter de 3 litros = 450 ml de tea starter + SCOBY

2. Preparar o Chá

Agora é altura de pôr as mãos à obra: preparar a infusão do chá verde e depois adicionar o açúcar.

Dica - Para acelerar o processo, sugerimos a utilização de uma técnica para fazer o chá arrefecer mais rapidamente e assegurar que o SCOBY seja adicionado apenas quando o chá estiver a uma temperatura inferior a 36°C.

Como - Fazer a infusão do chá com o volume de água correspondente a 40% total da receita. Após a infusão, diluir o açúcar enquanto o chá ainda está quente e finalmente adicionar o resto da água (fria) para baixar a temperatura.

Neste caso, na receita de 3 litros, faz-se 1,2 litros de chá concentrado com uma infusão de 5 a 10 minutos.

Após a infusão, o chá infundido é retirado e o açúcar é adicionado ao líquido ainda quente para facilitar a diluição. Quando o açúcar estiver completamente diluído, adiciona-se a 1,3 litros de água fria.

3. Adicionar o SCOBY e Tea Starter

A cultura da Kombucha que tem a sigla - Symbiotic culture of bacteria and yeast – é o elemento-mãe e central de todo este processo.

O starter tea (chá de arranque) nada mais é do que uma Kombucha madura e mais fermentada, repleto de bactérias e leveduras, uma espécie de SCOBY líquido que acompanha e protege o SCOBY sólido.

Entretanto, por ser uma cultura viva, precisa de ter a sua atenção e alguns cuidados especiais.

  • Lave o frasco antes de o usar e esterilize-o com água quente.
  • Use utensílios e ferramentas lavadas com água quente e higienize as suas mãos.
  • Cubra o frasco usando um pano com alguma ventilação, prende-o com um elástico e deixe em temperatura ambiente evitando a luz solar direta.
  • Não feche o frasco com a tampa – o SCOBY precisa de oxigênio para viver bem.
  • Não coloque o SCOBY no frigorífico ou congelador. Se for de férias, deixa-o a respirar no frasco e depois use o líquido como starter tea para novas receitas.
  • O chá deve estar abaixo dos 35°C antes do SCOBY e starter tea serem adicionados. Altas temperaturas podem ser prejudiciais à cultura.

Recomendamos usar pelo menos 15% de tea starter + SCOBY para garantir o arranque da fermentação, mas esta proporção depende do ponto de fermentação do chá de arranque.

Quando o SCOBY + chá de arranque estiverem mais fracos e menos ácidos (mais doce), convém usar um pouco mais, como por exemplo 20%. Se estiver muito forte, quase vinagre, recomendamos usar 10%.

Quando sentir que o chá de arranque não está bastante ácido, deixe-o fermentar/acidificar por mais alguns dias para ter um líquido mais potente.

Ao final do ciclo de fermentação terá dois SCOBYS. Por isso, guarde o starter tea e os novos SCOBY´s para a próxima receita, pois este é o fator mais importante para o sucesso da fermentação.

O starter tea serve para colonizar o ambiente do chá doce com os seus microrganismos vivos, fomentar o processo de transformação e diminuir o PH do chá inicial, impedindo a ação de micro-organismo patogênicos e indesejados.

Último passo: paciência!

Confie na natureza e tenha paciência. Evite mexer no frasco fermentador até o novo SCOBY estar formado de maneira consistente.

Depois de 7 a 10 dias, pode visitar a sua cultura e experimentar para sentir a evolução dos sabores. Não existe tempo de fermentação ideal, mas sim o tempo necessário para a transformação acontecer.

Conclusão

Esperamos que tenha gostado deste artigo sobre como fazer Kombucha em casa. Se procura uma bebida probiótica agradável e saudável que ajude a equilibrar o seu intestino, o Kombucha é o caminho a seguir. É também muito fácil e divertido de fazer em casa.

segunda fermentação é a fase seguinte, na qual se seleciona que sabor ou sabores se quer tentar adicionar, um tópico que abordaremos no nosso próximo artigo!

Este posto foi um grande começo para o fabrico da Kombucha "faça-você-mesmo". Se estiver interessado em adicionar esta bebida probiótica à sua dieta, não deixe de nos seguir nas redes sociais (@mai.kombucha) para mais dicas úteis!

 

Artigo Relacionado - Ponto de Colheita da Kombucha e Tempo de Fermentação

Comentários (0)

Deixe um comentário